Projeto de Lei visa não reduzir ICMS; Kléber Rodrigues votou pelo aumento em 2022, vai votar para não haver redução do imposto em 2023?

Em dezembro 2022, enquanto os potiguares ainda se recuperavam dos efeitos nocivos provocados pela pandemia em detrimento a economia de todo o país; o Deputado Estadual, Kléber Rodrigues, filho do ex-prefeito de Monte Alegre, Severino Rodrigues, sem ser solidário com a população, que buscava se recurar das consequências econômicas proveniente da crise sanitária, votou a favor do aumento da alíquota do ICMS.

Na prática, a população portiguar passou a pagar mais caro por produtos e serviços. Levando em consideração que o combustível é um dos produtos que mais revolta a população, sempre quando reajustado – é importante ressaltar que a mudança na lei, tornaria o valor desse importante produto, mais caro a partir de 2023.

Nesta Quarta-feira (18), alguns meios de comunicação informaram que o Governo do Estado havia enviado para votação na Assembleia Legislativa, outro projeto de lei, dessa vez, o texto visa impedir a diminuição consecutiva do ICMS a partir de 2024. Atualmente, o contribuinte potiguar paga uma alíquota de 20%, a partir de janeiro do próximo ano, caso esse novo projeto encaminhado pelo Poder Executivo não seja aprovado, esse valor será reduzido para 19%.

Considerado membro da base do governo de Fátima Bezerra, o Deputado Estadual Kléber Rodrigues poderá mais uma vez, votar favorável a não redução da alíquota do imposto – impedindo assim, que os cidadãos potiguares possam pagar um valor menor por produtos e serviços, inclusive, o tão questionado e reclamado combustível.

Colaborador

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *