Pai de jovem morto em partida de ABC x Sport lamenta: ‘um jovem amado por todos, não tinha inimigos’

Na sexta-feira, 15, à noite, aconteceu a partida entre ABC x Sport de Recife, válida pela Série B do Campeonato Brasileiro de Futebol. O time visitante saiu vencedor pelo placar de 1×0. Durante confronto entre as torcidas, um jovem de 26 anos identificado como Leonardo foi atingido por um disparo de arma de fogo na cabeça. Em vídeo que circula nas redes sociais mostra o momento que ele cai, os amigos percebem a gravidade do ferimento e o retiram do local às pressas.

A equipe de reportagem do Sistema Ponta Negra de Comunicação acompanhou parte da perícia do Instituto Técnico-Científico de Perícia (ITEP) e o trabalho de coleta de imagens dos circuitos de segurança em volta da rua da Palestina, em Ponta Negra, onde aconteceu o crime.

André Cavalcante, pai de Leonardo, muito emocionado fala sobre o ocorrido. Ele diz que a situação já estava difícil antes mesmo do início da partida, mas que se agravou ao término. “Ele estava atrás de um poste tentando se alojar, se resguardar, quando sofreu esse tiro e foi mortal mesmo”, relata o pai aos prantos. Leonardo, que trabalhava como barbeiro, deixa uma filha de dois meses e esposa.

Até o momento, o autor do disparo que matou o jovem não foi identificado. O pai de Leonardo diz que vai lutar com todas as forças para descobrir quem tirou a vida do seu filho, o desejo deste pai é que a justiça seja feita, e o responsável pela perda de seu filho pague pelo que fez.

A Polícia Militar estava responsável pela operação de segurança na partida entre ABC e Sport. De acordo com nota divulgada pela PMRN, na parte externa do estádio Frasqueirão, na Rota do Sol, ocorreu uma confusão em que os militares que realizavam patrulhamento, identificaram um indivíduo que efetuou disparos de fogo. Após abordagem, foi constatado que se tratava de um Policial Militar de Pernambuco, o qual foi detido, teve sua arma apreendida e foi encaminhado à Delegacia de Plantão de Parnamirim para os procedimentos legais cabíveis.

A Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) já iniciou as investigações do caso. A delegada plantonista não quis gravar entrevista para não atrapalhar o trabalho de apuração dos fatos.

O ABC, em nota, diz que se solidariza com a família e lamenta a perda do torcedor. O clube afirma que “repudia todo e qualquer ato de violência no futebol e reitera o desejo de que os eventos esportivos sejam momentos de confraternização e paz, com a presença dos seus apaixonados torcedores e das famílias no estádio”.

*Com informações de Val Lima/TV Ponta Negra.

Colaborador

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *