OS DESAFIOS DOS PREFEITOS QUE VÃO PARA REELEIÇÃO COM A QUEDA DO FPM – POR KARLOSILVA

Foto: Assessoria de Comunicação

Como já é notícia em todos os portais de comunicação do Estado, a queda do FPM promoveu um ato histórico, a greve dos prefeitos, algo nunca visto, mas o grande desafio além da queda do FPM é para os prefeitáveis que vão para a reeleição em outubro de 2024, em especial, em nosso Estado, alguns veículos de comunicação noticiam exonerações em massa devido a tão grande crise financeira que encontram-se alguns municípios, sobretudo, os de ‘pequenos’ porte.

Esse desafio é ainda mais ‘desafiador’ para aqueles prefeitos que pleiteam à reeleição, pois terão que tomar atituides drásticas que podem pôr em xeque os seus mandatos, e se não tiver um time competente e que saiba analisar e gerir crises tende a não ter sucesso no pleito de 2024.

A queda no FPM mostra ainda uma outra chaga da admninistração pública, onde a forma de administração está arraigada apenas aos serviçoes essenciais, não existindo um planejamento de futuro, entendo que para se fazer política em nosso país o Toma Lá, Dá Cá faz parte, e como faz, mas a chaga do agora se torna ainda mais aparente e mostra que administrar sem pensar em futuro é o mesmo que enxugar gelo.

Aos prefeittáveis de reeleição, boa sorte e que consigamos, mesmo em meio as quedas de repasse pensar em como seria nossos muncípios no amanhã.

Tenho dito!

Karlosilva

Redação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *