Lula faz confraternização de fim de ano com ministros do STF

O presidente Lula (PT) pretende se reunir na noite desta terça-feira, 19, em um jantar com os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). A confraternização, segundo integrantes do Palácio do Planalto, tem como objetivo “estreitar” as relações do governo com a Corte.

O jantar com Lula será oferecido na casa do presidente do STF, ministro Luís Roberto Barroso. Além dos atuais ministros, Flávio Dino, que foi aprovado pelo Senado na semana passada, também confirmou presença no encontro.

Os governistas admitem que a confraternização vai ser para aparar eventuais arestas, após o episódio em que o líder do governo, senador Jaques Wagner (PT-BA), votou pela aprovação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que limita decisões monocráticas de ministros do Supremo.

A matéria foi aprovada pelo Senado com 52 votos favoráveis, três a mais do que o necessário. À exceção de Wagner, todos os petistas votaram contra a proposta. À época, o aliados de Lula admitiram que o movimento de Wagner foi decisivo para virar votos entre outros senadores da base governista. A PEC está parada na Câmara dos Deputados.

O que o governo espera do STF?

O aceno de Lula aos ministros ocorre em meio ao movimento do governo de tentar avançar com pautas econômicas no STF. Entre elas, o pedido para destravar o pagamento de estoque de precatórios, calculado em 95 milhões de reais por crédito extraordinário.

Além disso, o governo não descarta levar ao Supremo a derrubada de vetos aos projetos ao marco temporal e da desoneração da folha. Os dois vetos foram derrubados pelo Congresso Nacional neste mês de dezembro.

O Antagonista

Colaborador

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *