Brasil não se levanta na ONU pelas vítimas da Ucrânia

O Brasil se recusou a atender um pedido feito pela Ucrânia para que delegações nas Nações Unidas se levantassem para respeitar um minuto de silêncio em homenagem às vítimas da agressão russa.

O episódio ocorreu durante reunião do Conselho de Segurança da ONU na última sexta (24), data que marcou um ano do início da guerra. Na ocasião, Dmytro Kuleba, chanceler ucraniano, afirmou:

“Nesse dia trágico, quando estamos de luto por vidas e destinos rompidos pela Rússia, peço gentilmente a todos que observem um minuto de silêncio em memória das vitimas da agressão.”

Na sequência, todos se levantaram, menos o embaixador do Brasil, Ronaldo Costa Filho, sua delegação, e a comitiva chinesa.

O Conselho de Segurança da ONU é formado por 15 países, dos quais dez não têm assentos permanentes. O Brasil, que cumpre o segundo ano de seu mandato, é um deles. Desde o ano passado, o país tem insistido na posição de neutralidade diante do conflito.

Por O Antagonista.

Colaborador

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *