BASTIDORES: Zé Lúcio não aceita Norma Ferreira ou Kerinho Alves na condição de vice e se ilude com o sonho de se tornar prefeito por intermédio de Severino Rodrigues

Nos últimos dias, é possível notar que um misto de emoções tem predominando a mente do agora oposicionista José Lúcio, como resultado dessas fortes emoções, o vereador rompe com José Figuredo Varela, faz inúmeras acusações superficiais contra o grupo Dantas e segundo informações não oficiais de interlocutores – pontuou uma série de condicionais ao Ex-prefeito da cidade de Monte Alegre Severino Rodrigues, promovendo alto grau de constrangimento a Ex-prefeita Norma Ferreira e Kerinho Alves, aumentando ainda mais, a tensão sobre o pré-candidato Severino Rodrigues na escolha do vice na chapa majoritária para a disputa das eleições municipais de 2024.

Pessoas próximas a José Lúcio, comentam nos bastidores políticos que o vereador nunca escondeu o desejo de se tornar um dia, prefeito do Município de São José de Mipibu – ao ponto de afirmar em conversas com correligionários; que durante o tempo em que esteve no grupo Dantas, nunca foi reconhecido como um político com potencial para disputar um cargo no âmbito do Poder Executivo Municipal.

As informações dão conta de que essa histeria anbicional, teria sido de fato, o principal motivo político ideológico para que o vereador José Lúcio rompesse a aliança com o atual prefeito José Figueiredo Varela. Na corrida incansável em busca do tão almejado reconhecimento político, os interlocutores informam que o vereador não aceita em qualquer hipótese, a possibilidade do pré-candidato Severino Rodrigues cogitar a escolha da Ex-prefeita Norma Ferreira ou Kerinho Alves para composição da chapa majoritária. As fontes reforçam ainda que: José Lúcio considera a disputa no legislativo uma espécie de segunda opção, deixando seu nome a disposição e esperando ansiosamente ser indicado pela cúpula oposicionista para ocupar a posição de vice – acreditando na vitória da oposição e visando se tornar o possivel sucessor do Ex-prefeito de Monte Alegre em um futuro próximo.

Se as informações repassadas pelos interlocutores encontrarem respaldo na veracidade, concluímos que é preciso concientizar o vereador José Lúcio a respeito do conceito de sucessor político praticado pelo pré-candidado Severino Rodrigues na cidade de Monte Alegre. Desde que assumiu o poder, nunca apoiou um vice para que se tornasse seu sucessor, antes, após administrar a cidade vizinha por dois mandatos, escolheu um personagem familiar para que disputasse às eleições tornando – o em seguida, prefeito em seu lugar.

Enquanto isso, por meio das redes sociais, o vereador José Lúcio esclareceu que a sua tomada de decisão está fundamentada em profundos diálogos, opiniões e descontentamento com a forma administrativa do atual prefeito José Figueiredo Varela; em sua curta publicação, José Lúcio não se pronunciou sobre o futuro de Norma Ferreira ou Kerinho Alves em seu novo grupo político, não falou em reivindicações, exigências ou condicionais, nem ao menos demostrou interresse na vaga de vice na chapa majoritária para disputa eleitoral do próximo ano.

Colaborador

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *