Taxista assaltado na Zona Norte de Natal é colocado em mala de carro e resgatado em Mossoró mais de 9 horas depois

Vítima ficou sob poder de bandidos das 18h30 da quarta (5) até às 4h desta quinta (5), segundo a polícia. Criminosos e refém percorreram cerca de 280 quilômetros e cruzaram o Rio Grande do Norte.

Facas e celulares apreendidos com assaltantes que fizeram taxista refém — Foto: Alcivan Vilar/Cedida

Um taxista rendido por dois assaltantes e colocado na mala do próprio carro, na noite de quarta-feira (4), na Zona Norte de Natal, foi resgatado pela Polícia Militar na madrugada desta quinta (5) na cidade de Mossoró, localizada há cerca de 280 quilômetros da capital potiguar.

Segundo a Polícia Civil, a vítima passou mais de 9 horas sob poder dos criminosos e cruzou o estado, de Leste a Oeste com eles. O assalto aconteceu por volta das 18h30 e o trabalhador só foi libertado às 4h.

De acordo com a vítima, os dois criminosos pediram uma corrida no bairro da Redinha, em Natal. Porém, durante a viagem, a dupla sacou duas facas e anunciou o assalto, colocando a vítima no porta-malas do veículo.

À polícia, o homem afirmou que foi ameaçado de morte várias vezes e, em um trecho da estrada os bandidos chegaram a parar o carro e colocá-lo ajoelhado do lado de fora do carro.

A vítima disse que um dos homens queria matá-lo no local, mas o outro declarou que iriam tirar sua vida depois.

Facas e celulares apreendidos com assaltantes que fizeram taxista refém  — Foto: Alcivan Vilar/Cedida
Facas e celulares apreendidos com assaltantes que fizeram taxista refém — Foto: Alcivan Vilar/Cedida

Ainda de acordo com o taxista, o criminosos pararam o carro em vários lugares e chegaram a vender o seu celular para abastecer o carro e também comprar drogas.

“Eu só rezava e pedia a Deus um milagre. Porque eu sabia que quando abrissem a mala iam me matar. Iam levar o carro para algum lugar esquisito”, afirmou o taxista.

Já na cidade de Assu, no Oeste potiguar, a vítima conseguiu destravar a mala do veículo e ao perceber a proximidade de outras pessoas, abriu uma brecha e começou a fazer sinais com as mãos.

Segundo o delegado Teixeira Júnior, pessoas perceberam o sinal da vítima e acionaram a Polícia Militar. Uma equipe da corporação abordou o veículo já na entrada de Mossoró.

“Fizeram a revista e encontraram a vítima no porta-mala. Foram presos os dois rapazes que, aqui na delegacia, permaneceram em silêncio, que é um direito. Mas a vítima deu todos os detalhes”, declarou.

Segundo o delegado, os suspeitos deverão responder por assalto qualificado e cárcere privado.

Colaborador

Colaborador

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.