Paixão de Cristo reafirma tradição teatral da cidade de São Gonçalo do Amarante

Com mais de 40 anos de atuação, o Grupo de Teatro União (Gruteu) leva espetáculo religioso a outros municípios

Final do circuito de apresentações será em frente à Igreja Matriz de São Gonçalo do Amarante, no dia 22/04/22. Foto: Marcelo Costa

Diversidade cultural, múltiplos talentos artísticos e religiosidade. Essa é a mistura que São Gonçalo do Amarante tem de sobra e está levando ao outros municípios do Rio Grande do Norte, nesse período marcado pelas festividades em torno da Semana Santa. A Paixão de Cristo – Livres pela Verdade – espetáculo assinado por Jota França, está circulando desde o dia 10 de abril e segue até o dia 22, com final da turnê previsto para encenação no pátio da Igreja Matriz da cidade dos mártires de Uruaçu.

As apresentações são gratuitas e começam às 19h. Nesta quarta-feira (13), será a vez do público de Goianinha assistir à Paixão de Cristo, que será encenada na avenida Monsenhor Armando de Paiva. O produtor executivo e presidente do Gruteu, Ailton Carvalho, afirma que a nova montagem se conecta ainda mais com o público através de uma série de recursos cenográficos: “Além do texto especialmente adaptado, as inovações tecnológicas são o grande diferencial deste espetáculo. Cenários projetados em vídeo mapping, efeitos audiovisuais cinematográficos, performances musicais e coreográficas, estão entre as novidades que o espetáculo traz para entreter, fascinar e emocionar o público”, declarou.

Com 40 anos de atuação, vasto currículo em espetáculos com temáticas religiosas, pode-se afirmar que a história do Grupo de Teatro União (Gruteu) se confunde com o histórico do município enquanto celeiro cultural. O ator Breno Alves relata entusiasmado a sua estreia no teatro, nesta encenação que marca também o retorno presencial do grupo à arena de apresentações. “A adaptação Livres pela Verdade foi contemplada pela Lei Emergencial Aldir Blanc. O grupo decidiu dar vida a esse enredo, que adapta a história de Jesus desde a concepção até o julgamento. E fazendo jus a nosso diálogo com as mais diversas vertentes artísticas, nosso elenco e nossa equipe técnica são basicamente formados por pessoas de São Gonçalo”, informa o artista, que tem sua origem no rap.

O espetáculo tem direção artística de Ilderson Lima, produção musical de Júnior Cabral e conta com um elenco de 60 pessoas, entre atores e figurantes. Depois de Goianinha, a caravana segue para Ielmo Marinho (14), Afonso Bezerra (15/04), Ceará Mirim (17), até chegar à cidade-berço da encenação, São Gonçalo do Amarante (22). Confira em @gtugruteu.

Colaborador

Colaborador

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.