Quatro motivos que vão te convencer a fazer atividades físicas de forma regular

OMS dobrou de 150 minutos para 300 minutos o tempo de atividade física semanal indicado para combater riscos do sedentarismo. Manter corpo ativo traz benefícios como longevidade e melhora na imunidade

Com a pandemia, várias pessoas deixaram atividades físicas de lado – Foto: Reprodução / Pixabay

Manter uma rotina de trabalho, cuidados da casa e aliar isso tudo a cuidar do corpo e da mente passou a ser encarado como um verdadeiro desafio a muitas pessoas que levam uma rotina de muitos afazeres. Com isso, algumas pessoas acabam abrindo mão das atividades físicas e com isso deixam de se exercitar tempo suficiente para afastar os perigos de uma vida inativa.

O que acabou acontecendo com muita gente desde a pandemia. O Brasil tem o segundo maior mercado de academias do planeta segundo o levantamento IHRSA Global Report 2020, atrás apenas dos Estados Unidos. São 29.525 academias, de acordo com o estudo. Com uma nova rotina, houve também uma nova recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS) para driblar o sedentarismo.

A OMS subiu recentemente para até 300 minutos o tempo de atividade física semanal indicado para combater os riscos do sedentarismo. Antes, as diretrizes da organização estabelecidas em 2010, recomendavam a metade, 150 minutos. “Cada movimento conta, especialmente agora que gerenciamos as restrições da pandemia”, disse Tedros Adhanom Ghebreyesus, diretor-geral da OMS, em comunicado. “Devemos todos nos mover todos os dias – com segurança e criatividade”.

Se você anda precisando de incentivo, listamos abaixo 4 motivos para continuar se movimentando – seja em casa, na academia ou onde estiver.

Retarda o envelhecimento

Este estudo mostrou que músculos que envelhecem têm dificuldade para se regenerar: as mitocôndrias, responsáveis pelo processo de respiração das nossas células, perdem eficiência. Mas os exercícios, especialmente os de alta intensidade, atuam na saúde das mitocôndrias, ajudando essencialmente a reverter o envelhecimento no nível celular.

Uma outra pesquisa, realizada pela Universidade de Birmingham e pelo King’s College de Londres, do Reino Unido, também apontou que a atividade física mantém o corpo jovem e saudável.

Pessoas mais felizes

Os exercícios têm potencial para aliviar os sintomas de depressão e a lidar melhor com o estresse e a ansiedade. “Atividade física tem muito a ver com a questão psicológica”, diz Luiz Carnevali, especialista em Fisiologia do Exercício e em Biomecânica e Cinesiologia, mestre e doutor pelo Instituto de Ciências Biomédicas da Universidade de São Paulo (USP) e diretor técnico da Smart Fit. “Isso acontece porque o exercício atua em neurotransmissores, promovendo satisfação e bom humor”.

Vida prolongada

Os exercícios são frequentemente associados a uma vida mais longa e saudável. Análises realizadas no Cooper Institute em Dallas, nos Estados Unidos, evidenciam que cada hora de corrida que você faz acrescenta cerca de sete horas à sua expectativa de vida.

Melhora na imunidade

Quer um sistema imunológico reforçado para evitar desgastes e resfriados? Então, mexa-se! Atividade física combate a inflamação e ajuda no controle de peso. “Todo processo infeccioso gera uma inflamação no organismo. O exercício, quando feito de forma recorrente, tem efeito anti-inflamatório. Ele diminui a probabilidade de um processo inflamatório se instaurar dentro do nosso organismo porque reforça a resposta imunológica”, explica Carnevali. Você pode ler mais sobre esse assunto em Exercício físico e imunidade: dicas para melhorar a defesa do organismo.

Colaborador

Colaborador

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.