Número de refugiados da Ucrânia chega a 2,5 milhões, diz ONU

Órgão também estima que internamente cerca de 2 milhões de pessoas se deslocaram dentro de território ucranianoPessoas evacuam a cidade de Irpin, a noroeste de Kiev, no décimo dia da guerra Rússia-Ucrânia em 5 de março de 2022Pessoas evacuam a cidade de Irpin, a noroeste de Kiev, no décimo dia da guerra Rússia-Ucrânia em 5 de março de 2022Wolfgang Schwan/Anadolu Agency via Getty Images

O alto comissário da ONU (Organização das Nações Unidas) para os Refugiados, Filippo Grandi, disse na sexta-feira (11) que o número de pessoas que fugiram da Ucrânia atingiu 2,5 milhões. “O número de refugiados ucranianos, tragicamente, chegou hoje a 2,5 milhões”, disse Grandi em sua conta oficial no Twitter.

“Também estimamos que cerca de 2 milhões de pessoas estão deslocadas dentro da Ucrânia. Milhões são forçadas a deixar suas casas por esta guerra sem sentido”, disse o comissário. Somente em Kiev, um a cada dois habitantes deixou a cidade, que está cercada por combates.

Mais de 1,5 milhão dos que partiram foram para a Polônia, disse o presidente polonês Andrzej Duda na quinta-feira (10). Mais de 110.000 refugiados também chegaram à Alemanha vindos da Ucrânia desde o início da invasão russa há mais de duas semanas, segundo o Ministério do Interior da Alemanha.

A Polícia Federal Alemã registrou 109.183 refugiados – incluindo mais de 13.270 pessoas no dia anterior, disse o Ministério do Interior da Alemanha em comunicado nesta sexta. No entanto, devido à ausência de controles de fronteira entre a Polônia e a Alemanha, de onde vem a maioria dos refugiados ucranianos, o número real de pessoas que chegam pode ser significativamente maior, acrescentou o ministério.

Rotas de fuga

A Ucrânia tenta negociar a abertura de mais corredores humanitários para que civis escapem de áreas de conflito contra tropas russas, já que os ataques continuam a acontecer nesta sexta, dizem autoridades ucranianas. 

De acordo com a ministra da Reintegração do país, Iryna Vereshchuk, as negociações envolvem cinco rotas:

  • Mariupol – Zaporizhzhia
  • Volnovakha – Pokrovsk
  • Polohy – Zaporizhzhia
  • Enerhodar – Zaporizhzhia
  • Izium – Lozova

Vereshchuk disse ainda que outras tentativas serão feitas para permitir que as pessoas escapem dos combates em Kiev, com rotas da capital para destinos como Bucha, Hostomel, Kozarovychi e Mykulychi.

Corredores humanitários em Mariupol e Volnovakha foram repetidamente bloqueados ou ficaram inacessíveis na semana passada em meio a intensos combates e bombardeios das forças russas. Houve mais sucesso na evacuação de pessoas de Izium, que viu uma destruição generalizada.

O ministro de Defesa da Ucrânia, Oleksii Reznikov, acusou nesta sexta-feira as forças russas de matarem mais civis do que soldados ucranianos. “Quero que isso seja ouvido não apenas em Kiev, mas em todo o mundo”, disse Reznikov em transmissão.

Fonte: CNN

Colaborador

Colaborador

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.